Pier Paolo Cito/AP
Pier Paolo Cito/AP

Berlusconi contesta WikiLeaks e diz não ser 'festeiro'

Premie italiano diz que em seus jantares tudo é muito apropriado, elegante e digno

estadão.com.br,

29 de novembro de 2010 | 17h56

ROMA - O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, contestou nesta segunda-feira, 29, um documento da embaixada americana em Roma, vazado pelo site WikiLeaks, que diz que o premiê não descansa o suficiente por causa das "festas loucas que frequenta até altas horas da noite".

Veja também:

link As principais revelações do vazamento do Wikileaks

link Os líderes mundiais sob o olhar dos diplomatas americanos

link Para EUA, Brasil oculta prisão de terroristas

"Infelizmente nunca frequentei festas assim. Talvez sejam interessantes. Mas nunca fui a nenhuma delas", disse Berlusconi. O premiê afirmou ainda não estar preocupado com o que funcionários "do terceiro ou quarto escalão" dizem sobre ele.

Segundo o premiê, ele apenas organiza jantares em suas casas, porque muitas pessoas querem encontrá-lo. "Nestes jantares, tudo é muito apropriado, elegante e digno", acrescentou.

Berlusconi já foi alvo de diversos escândalos sexuais na Itália. No mais recente deles, ele é acusado de ter um relacionamento com uma marroquina menor de idade.

Com AP

Tudo o que sabemos sobre:
WikiLeaksItáliaSilvio Berlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.