Berlusconi defende Mussolini em discurso durante cerimônia sobre o Holocausto

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi defendeu ontem o ex-ditador fascista Benito Mussolini durante uma cerimônia em memória às vítimas do Holocausto na cidade de Milão. Berlusconi afirmou que as leis raciais que levaram à perseguição de judeus foram um "erro", mas acrescentou que o fascista realizou "muitas coisas boas em tantos outros setores". O ex-premiê também disse que a Itália "não tem as mesmas responsabilidades da Alemanha". Cerca de 7 mil judeus italianos foram mortos nos campos de concentração alemães durante a 2.ª Guerra. Representantes da comunidade judaica na Itália e parlamentares de partidos de esquerda condenaram os comentários de Berlusconi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.