Berlusconi desmaia durante discurso na Itália

O líder da oposição conservadora na Itália, Silvio Berlusconi, desmaiou neste domingo, possivelmente devido a uma queda de pressão, enquanto discursava em Montecatini, no leste do país. Apesar do mal-estar, o ex-primeiro-ministro italiano deixou o local sem nenhuma ajuda. Enquanto discursava, Berlusconi fez gestos de que se sentia mal, o que fez que seus seguranças e seu ex-médico pessoal, o prefeito de Catânia, Umberto Scapagnini, subissem ao palco imediatamente. O porta-voz do ex-primeiro-ministro, Paolo Bonaiuti, disse que a indisposição de Berlusconi foi causada por "uma forte queda de pressão", mas que, em seguida, o líder opositor "se recuperou" e, agora, já "está melhor". Num determinado momento do discurso, que era transmitido ao vivo por alguns canais de televisão, a voz de Berlusconi começou a Fraquejar. Logo depois de iniciar a frase "agora, perdoai a emoção", Berlusconi perdeu o equilíbrio, sendo logo sustentado por seus Guarda-costas. Após o desmaio, Berlusconi foi conduzido para trás do palco, onde foi atendido pelos médicos. O ato do qual participava foi suspenso, e as pessoas presentes se aglomeraram na saída do ginásio de Montecatini para vê-lo ir partir. O líder da coalizão de centro-direita Casa das Liberdades será levado para sua casa em Arcore (noroeste) de helicóptero, confirmou seu porta-voz. O ex-subsecretário de Meio Ambiente, Roberto Tortoli, que assistia ao discurso, disse que Berlusconi estava tomando antibióticos e que, quando chegou ao local do ato, "tinha dito que sentia calor e sede". O primeiro-ministro da Itália, Romano Prodi, após saber da indisposição de Berlusconi, disse que está "muito preocupado com o ocorrido hoje". "Tenho certeza que se tratou de um pequeno problema e lhe desejo uma rápida recuperação", disse ele. Berlusconi, disse que já está recuperado do desmaio, mas terá que permanecer um dia em observação em um hospital de Milão. Os médicos querem agora submetê-lo a exames, já que detectaram "algo no eletrocardiograma" relacionado com os movimentos sistólicos, por isso querem que ele fique um dia em observação. Antes de chegar ao hospital, Berlusconi afirmou que estava bem e explicou que o desmaio "foi uma indisposição devido ao cansaço, ao calor e às preocupações dos últimos dias".

Agencia Estado,

26 Novembro 2006 | 13h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.