Berlusconi diz não temer julgamento na Itália

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse hoje não se preocupar com o julgamento que enfrenta por supostamente pagar para fazer sexo com uma menor de idade. São as primeiras declarações públicas dele desde que a decisão determinando que ele seja julgado foi tomada, no dia anterior.

AE, Agência Estado

16 de fevereiro de 2011 | 11h25

Berlusconi se esquivou das perguntas sobre o caso durante uma entrevista coletiva sobre temas econômicos em Roma. O premiê afirmou hoje que não falaria disso "por amor ao meu país", mas acrescentou: "Uma coisa posso dizer, não estou preocupado em absoluto."

O premiê, de 74 anos, será julgado pela acusação de pagar uma jovem marroquina de 17 anos por sexo e por usar sua influência para encobrir o fato. Berlusconi ainda teria usado sua influência e mentido para retirar a jovem da cadeia, quando ela foi detida acusada por roubo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliajulgamentoBerlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.