Berlusconi diz que está pronto para governo de coalizão

Silvio Berlusconi repetiu nesta sexta-feira que seu bloco de centro-direita está aberto a apoiar uma coalizão composta por vários partidos, um mês depois das eleições italianas. O ex-primeiro-ministro disse que sua legenda, o Partido da Liberdade, conhecido como PDL, e seus aliados estão prontos para apoiar um eventual governo liderado pelo esquerdista Partido Democrático (PD), de Pier Luigi Bersani, abrindo caminho para um governo de coalizão.

AE, Agência Estado

29 de março de 2013 | 14h05

Berlusconi, que foi premiê da Itália três vezes nas últimas duas décadas, disse aos jornalistas, após encontro com o presidente Giorgio Napolitano, que está aberto para aceitar um governo liderado por outro político, talvez até por uma figura apartidária.

"Continuamos disponíveis para aprovar uma coalizão de governo no qual o PD (de Bersani), o PDL, a Liga Norte (aliada de Berlusconi) e a Escolha Cívica (do atual premiê Mario Monti) façam parte", afirmou ele. "Acreditamos que pode haver rum acordo."

Após a oferta de apoio para uma coalizão de direita, esquerda e centro, Berlusconi descartou claramente o apoio a um possível governo liderado por um tecnocrata, afirmando que o de Monti foi uma "experiência trágica".

Napolitano iniciou nesta sexta-feira um dia de conversações com líderes políticos na expectativa de romper o impasse enfrentado pelo país, com a nomeação de alguém que possa formar um governo e evitar a realização de novas eleições em alguns meses.

Por ora, Bersani descartou qualquer coalizão com Berlusconi. Napolitano deve se reunir com o líder do PD ainda hoje. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.