Berlusconi diz que Itália precisa de tempo para refletir

O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi afirmou que levará algum tempo para que os partidos reflitam sobre o melhor caminho para o país, depois de as eleições gerais terminarem em impasse nesta terça-feira. Berlusconi acrescentou que não considera útil um rápido retorno às urnas.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 07h37

"Nós todos precisamos refletir sobre o que podemos fazer que seja útil para a Itália", disse Berlusconi em entrevista em um de seus canais de televisão. "Isso levará algum tempo."

Com a contagem dos votos encerrada nas primeiras horas desta terça-feira, a coalizão de centro-esquerda liderada por Pier Luigi Bersani, do Partido Democrático, obteve a maioria dos votos na Câmara e, com isso, ficou com a maioria dos assentos no Parlamento italiano - portanto deve receber o mandato para governar o país. A coalizão de centro-direita liderada por Berlusconi perdeu a votação na Câmara.

No entanto, no Senado, apesar de a coalizão de centro-esquerda ter sido a mais votada, ficou longe de obter a maioria. O Parlamento italiano é formado pela Câmara de Deputados e o Senado, ambos com poderes iguais.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconieleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.