Berlusconi diz que renuncia se não obtiver apoio

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse aos aliados que romperam com ele recentemente que voltem a apoiá-lo no Parlamento ou se preparem para eleições antecipadas já em dezembro.

AE-AP, Agência Estado

20 de agosto de 2010 | 17h23

Embora dependa do presidente da República, e não do primeiro-ministro, a convocação de eleições antecipadas, Berlusconi deixou claro, após discutir hoje com aliados, que vai deixar o cargo se não obtiver apoio para suas medidas no Parlamento.

Não há previsão de eleições até 2013, mas, no início deste mês, seu antigo aliado de centro-direita, Gianfranco Fini, além de outros integrantes de seu partido, se recusaram a apoiar Berlusconi numa importante votação na Câmara dos Deputados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.