Berlusconi diz que terroristas planejavam atacar o Vaticano

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse que terroristas haviam planejado atacar o Vaticano com um avião seqüestrado no dia de Natal. A informação foi veiculada em entrevista concedida por Berlusconi ao jornal Mílan Libero. Na reportagem, o premiêr diz ter recebido "notícias precisas e checadas? sobre um ataque em Roma no dia de Natal. ?Um ataque do céu. A ameaça de terrorismo é extremamente alta neste momento. Passei o dia hoje (24 de dezembro) em Roma para lidar com a situação", afirmou.A segurança foi reforçada no Vaticano depois que o serviço de inteligência sustentou que as igrejas poderiam ser alvo de ataques terroristas. Durante as celebrações de Natal a polícia italiana intensificou a segurança na área da Praça de São Pedro. Os visistantes que entravam na Basílica eram obrigadas a passar por detectores de metais.O gabinete de Berlusconi emitiu comunicado hoje, no qual afirma que as informações do premiêr não devem ser consideradas oficiais. ?O primeiro-ministro não concedeu entrevista. Não se pode confundir uma rápida conversa para se trocar saudações pelo Natal com declarações políticas? afirma a nota, mas não desmente a informação sobre a possibilidade de haver o atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.