Berlusconi e agredido em Milão

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, foi agredido por um popular neste domingo, logo após um comício na cidade de Milão. Segundo os jornalistas italianos, Berlusconi levou um soco no rosto e caiu no chão. O agressor, cuja identidade é desconhecida, foi imediatamente detido pela polícia.

AE, Agencia Estado

13 de dezembro de 2009 | 16h58

Num primeiro momento, foi difundida a informação de que Berlusconi foi golpeado no rosto com uma miniatura do Duomo (catedral) de Milão. Segundo a Agência Ansa, o objeto caiu da mão do agressor quando ele foi detido e não é improvável que ele tenha segurado a miniatura no punho quando desfechou o soco, para ter mais força.

Após a agressão, Berlusconi foi levado ao hospital San Raffaele, onde deverá ser visitado por seu médico particular. "Aquilo que fizeram a Berlusconi foi um ato de terrorismo", disse o ministro Umberto Bossi, aliado de Berlusconi. As informações são da Agência Ansa.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconiagressão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.