Bolzoni Davide/Efe
Bolzoni Davide/Efe

Berlusconi é alvo de nova investigação sobre abuso de poder

Premiê italiano teria pressionado emissora estatal para tirar do ar programa crítico ao seu governo

Reuters

19 de julho de 2011 | 15h44

ROMA - O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, é alvo de nova investigação em Roma. O premiê é acusado de ter pressionado a emissora de televisão estatal RAI para que um programa crítico ao governo fosse eliminado, indicaram nesta terça-feira, 19, fontes judiciais.

 

Veja também:

lista As acusações de Berlusconi

especialESPECIAL: Políticos e seus escândalos sexuais

 

As fontes afirmaram que a investigação é centrada no programa AnnoZero, no qual são debatidos assuntos políticos. O show é apresentado por Michele Santoro, um jornalista veterano e conhecido por suas críticas a Berlusconi. O premiê é acusado de tentar acabar com o programa em 2009.

 

Mauro Masi, ex-diretor-geral da emissora, e Giancarlo Innocenzi, ex-funcionário da autoridade reguladora de comunicações da Itália, são pivôs nas investigações. Eles teriam sido pressionados pelo premiê para que o AnnoZero fosse tirado do ar. Os juízes afirmam que Berlusconi teria abusado de seu poder como primeiro-ministro para agir de acordo com seus interesses.

 

Berlusconi já enfrenta quatro processos na Justiça italiana. Entre eles, há casos que envolvem o grupo Mediaset, do qual é dono, o maior conglomerado de comunicações privado do país. Um dos processos, chamado de "caso Ruby", o premiê é acusado por ter pago para fazer sexo com uma menor de idade e por abusar de seu poder para libertar a agora de uma delegacia.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconiEuropainvestigação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.