Berlusconi e Schroeder reatam relações bilaterais

O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, e o chanceler alemão, Gerhard Schroeder, finalmente tiveram neste sábado a oportunidade de se reunir emostrar ao mundo que as divergências entre seus governos ficaram para trás. Os dois líderes se reuniram na manhã deste sábado durante aproximadamente uma hora no escritório do governopronvincial de Verona, em seu primeiro encontro desde o desentendimento de julho, e ambos declararam depois que as relações bilaterais são "muito boas"."Não creio que se possa falar de melhora nas relações porque nunca pioraram", disse Berlusconi à imprensa ao término do encontro. "As relações sempre foram excelentes". Schroeder indicou algo um pouco diferente: "Há alguma irritação, mas isto não afetou as relações pessoais e políticas". Os dois governantes haviam previsto encontrar-se na sexta-feira na cidade de Verona, onde assistiriam à apresentação de uma ópera". Horas antes da apresentação, porém, Berlusconianunciou que não assistiria ao espetáculo por temor de que alguns manifestantes esquerdistas protestassem contra sua presença, arruinando a apresentação. Schroeder lamentou a ausência de Berlusconi e umporta-voz do governo alemão deixou claro que o chanceler germânico continuava esperando por uma reunião entre ambos no sábado. A rusga entre Itália e Alemanha ocorreu em julho, depoisque Berlusconi fez um comentário relacionado com os nazistas que ofendeu muitos alemães. Durante a crise que se seguiu, Schroeder cancelou suas férias na Itália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.