Berlusconi não deseja renunciar, diz assessor

Roma, 18 - O principal assessor de Silvio Berlusconi informou que ele não deseja renunciar, apesar dos escândalos sexuais. Angelino Alfano, que Berlusconi aponta como seu sucessor, disse hoje em um comício no norte da Itália que seu partido conservador ainda apoia o atual premiê italiano. E acrescentou: "O premiê não deseja renunciar."

AE-AP, Agência Estado

18 de setembro de 2011 | 08h56

Berlusconi insiste que ficará no cargo até as próximas eleições, que acontecerão na primavera de 2013. Mas o aliado que o mantém no poder, o líder do partido Liga Norte, Umberto Bossi, avaliou a data como "muito distante". A mídia italiana tem veiculado nos últimos tempos muitos detalhes sobre as festas privadas do premiê italiano para jovens mulheres atraentes.

Tudo o que sabemos sobre:
Berlusconiescândalorenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.