Berlusconi nega relacionamento impróprio com menor

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse hoje que não teve relações impróprias com uma mulher de 18 anos, pivô do escândalo político e pessoal envolvendo seu nome. A oposição tem exigido esclarecimentos desde que a mídia revelou que o premiê de 72 anos compareceu à festa de aniversário de Noemi Letizia, em Nápoles. O incidente também foi citado pela mulher de Berlusconi, Veronica Lario, quando ela anunciou, neste mês, que iria divorciar-se do primeiro-ministro conservador.

AE-AP, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 15h57

Durante reunião em seu escritório, Berlusconi afirmou que se alguém perguntasse se ele teve um relacionamento "picante ou mais que picante" com uma menor, sua resposta seria "absolutamente não". Ele acrescentou que se tivesse mentido sobre o relacionamento, teria de deixar o cargo. "Eu jurei pelos meus filhos e eu disse que estava ciente disso. Se eu cometesse perjúrio, teria de deixar o cargo um minuto depois", disse ele. Não foram estabelecidos procedimentos legais sobre o caso. Berlusconi negou que houvesse algo de escandaloso em seu relacionamento com Noemi, que segundo ele é filha de um amigo. Ele afirmou que compareceu à festa porque estava em Nápoles naquele dia.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconimenorescândalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.