Berlusconi sinaliza que vai retornar à política

O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi sugeriu em uma entrevista publicada nesta segunda-feira que vai tentar retornar ao poder. Ele disse ao jornal alemão Bild que vêm sendo feitos pedidos "frequentes e enfáticos" para que volte à política. "Só posso dizer que não vou deixar na mão o meu velho partido, o Povo da Liberdade (PDL). Aliás, nós em breve retornaremos para o nome antigo, "Forza Itália", disse Berlusconi.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2012 | 11h22

Mas já na tarde de segunda-feira (horário local), vários dos aliados de Berlusconi criticaram a mudança do nome do partido, forçando o ex-premiê a emitir um comunicado recuando da ideia. Berlusconi chegou ao poder em 1994 e dominou a cena política italiana até ser forçado a renunciar em novembro, com o país em dificuldades financeiras e seu legado pessoal manchado por escândalos de sexo e corrupção.

Nos últimos dias, várias aliados próximos afirmaram abertamente que o magnata da mídia disputará as próximas eleições. No domingo, seu herdeiro político, Angelino Alfano, admitiu que abriria caminho para a volta de Berlusconi. O atual premiê, Mario Monti, vem afirmando que descarta voltar a concorrer ao cargo quando seu mandato terminar, em 2013. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ItáliapolíticaBerlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.