Daniel Dal Zennaro/Efe
Daniel Dal Zennaro/Efe

Berlusconi sofre pesada derrota em eleição local

Oposição ganha as prefeituras de Milão, Nápoles e Cagliari em segundo turno da votação; premiê admite perdas, mas diz que sairá fortalecido

, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2011 | 00h00

ROMA

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, sofreu ontem uma pesada derrota no segundo turno das eleições regionais no país. As prefeituras de Milão, feudo político do premiê, e de Nápoles, a terceira maior cidade italiana, caíram nas mãos da oposição, que venceu outras disputas importantes, em Cagliari e Trieste.

Em Milão, o candidato do Partido Democrático (PD), Giuliano Pisapia, teve 55,1% dos votos contra 44,9% da prefeita, Letizia Moratti, apoiada por Berlusconi. "Agora, começa uma nova era para Milão", disse o vencedor, aclamado por uma multidão que gritava: "Milão está libertada!"

Berço político e empresarial do premiê, o centro industrial da Itália era governado pela centro-direita havia 18 anos. A cidade também era uma forte base de apoio para a Liga Norte, principal aliado do primeiro-ministro.

Após manter as prefeituras de Turim e Bolonha no primeiro turno, a centro-esquerda consolidou seu domínio em Nápoles. Ali, o ex-juiz Luigi de Magistris, do Partido Itália dos Valores, teve 65,37% dos votos.

Em viagem à Romênia, Berlusconi lamentou os resultados, mas atenuou os efeitos da derrota. "Perdemos. A única coisa a fazer é nos acalmar e seguir em frente", disse. "Cada vez que sofro uma derrota, minhas forças triplicam." O premiê tem se mantido no cargo em meio a denúncias e escândalos sexuais.

O ministro do Interior, Roberto Maroni, da Liga Norte, chamou a derrota de "tapa na cara" do governo. A oposição aproveitou para pressionar. O líder do PD, Pier Luigi Bersani, aproveitou a vitória para pedir a renúncia do premiê. / AFP, REUTERS e AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.