Berlusconi sugere que Alemanha deixe o euro

O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi renovou nesta quinta-feira seu ataque ao euro, descrevendo a moeda única europeia como uma "fraude" que pune a economia italiana.

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2012 | 16h09

O comentário veio num momento em que Berlusconi busca reerguer seu partido político, que está perdendo simpatizantes para partidos contrários ao euro antes das eleições marcadas para abril. "O euro é uma grande fraude", disse o ex-premiê, arrancando aplausos de uma plateia em Roma.

Berlusconi também criticou a postura anti-inflação da Alemanha, que, segundo ele, está sufocando a recuperação econômica da Europa.

Uma solução para a crise, segundo Berlusconi, seria "a saída da Alemanha da zona do euro". Outra alternativa, disse ele, seria devolver às economias problemáticas da região o "direito de imprimir dinheiro". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconieuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.