Berlusconi surpreende ao anunciar apoio ao governo

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi anunciou hoje que seu partido, o Povo da Liberdade (PDL), vai apoiar o premiê Enrico Letta no voto de confiança ao governo.

CARLO CAUTI, ESPECIAL PARA AGÊNCIA ESTADO, Agência Estado

02 de outubro de 2013 | 09h34

Berlusconi declarou seu apoio ao governo Letta em um discurso realizado no Senado italiano. As declarações do "Cavaliere" surpreenderam seus próprios partidários.

Uma parte dos senadores do PDL já tinha anunciado o voto de confiança para o governo, ameaçando sair do partido e criar uma nova bancada em apoio a Letta.

A maioria dos senadores do PDL, porém, tinha declarado que votaria contra a confiança ao premiê, provocando uma divisão dentro do partido. Para justificar seu recuo, Berlusconi alegou que "a Itália precisa de reformas". "Por isso decidimos - com muito sofrimento interno - votar a favor da confiança", afirmou Berlusconi em seu discurso, num movimento interpretado como um passo para evitar um racha no seu partido. Mesmo após o discurso do ex-premiê, dois senadores de seu partido mantiveram a posição de votar contra Letta no voto de confiança.

Na próxima sexta-feira a comissão para as imunidades do Senado italiano votará a perda do mandato de Berlusconi, condenado em última instância a 5 anos de prisão por fraude fiscal. Na base da lei "ficha limpa" da Itália, um deputado ou senador condenado a mais de dois anos de prisão perde seu mandato.

Tudo o que sabemos sobre:
itáliapolíticaberlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.