Alberto Pellaschiar/AP
Alberto Pellaschiar/AP

Berlusconi telefona a programa de TV e troca insultos com apresentador

Premiê pede a aliado que deixasse estúdio, que segundo ele era um 'incrível bordel pela televisão'

AE, Agência Estado

25 de janeiro de 2011 | 17h59

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, telefonou indignado para um programa de televisão que tratava do suposto escândalo de prostituição em que o premiê se envolveu e trocou insultos com o apresentador. Berlusconi comparou o programa a um "bordel".

 

Segundo ele, o programa era "desagradável" e conduzido de um modo "desprezível, vil e repugnante". Berlusconi pediu a um aliado político no estúdio que deixasse o programa, que segundo ele era um "incrível bordel pela televisão".

Partidários do premiê disseram que ele tem o direito de se defender das acusações feitas no programa. Já os críticos acham que ocorreu uma demonstração de agressividade, de um político cada vez mais desesperado.

Berlusconi já telefonou para outros programas de TV para reclamar, mas na noite de ontem seus comentários foram mais duros que o normal. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ItálialigaçãoTVItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.