Berlusconi vai processar "The Economist"

Advogados do primeiro-ministro Silvio Berlusconi disseram que vão processar a revista britânica The Economist por publicar, na internet, um dossiê de 8 mil páginas contra o chefe do governo italiano. A revista, que mantém antiga guerra verbal com o premier italiano, volta à carga, acusando-o de usar o poder político para escapar da Justiça. E o desafia, em carta aberta, a responder a 28 indagações relacionadas com denúncias de corrupção e supostos negócios obscuros que ele teria realizado como empresário."Trata-se de um artigo profundamente difamatório", reagiram os advogados e deputados Niccolo Ghedini e Gaetano Pecorella, que integram a bancada da Força Itália (partido de Berlusconi) no Parlamento. O jornal italiano Corriere della Sera publicou trechos da carta aberta, na qual The Economist classifica Berlusconi de "capitalista que abusa da democracia".Pecorella disse ao Corriere della Sera que vai exigir dos responsáveis pela revista britânica uma pesada indenização por danos causados a Berlusconi pelo "conteúdo difamatório do artigo".O primeiro-ministro é acusado pela revista de "promulgar leis e decretos em seu próprio interesse" e de ter dado depoimentos nos tribunais "que parecem estar em desacordo com as evidências". O primeiro-ministro nega as acusações, dizendo-se vítima de perseguição política.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.