Andrew Medichini/AP
Andrew Medichini/AP

Berlusconi vai renunciar após aplicação de medidas econômicas

Premiê italiano anunciou sua decisão após uma reunião com o presidente Giorgio Napolitano

estadão.com.br,

08 de novembro de 2011 | 17h20

Atualizado às 17h28

 

ROMA - O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, vai renunciar ao cargo após a aplicação das medidas de austeridade para reduzir o déficit público do país, segundo nota oficial da Presidência divulgada nesta terça-feira, 8. A informação é da agência italiana Ansa.

 

O premiê se reuniu com o presidente italiano, Giorgio Napolitano, no palácio do Quirinale, sede da Presidência da Itália, junto a lideranças do partido direitista Liga Norte, da base do governo. O encontro ocorreu após a Câmara dos Deputados aprovar a prestação de contas do governo de 2010 com a margem mínima de votos necessária, mas sem uma maioria do governo na casa legislativa.

 

Segundo o comunicado da Presidência, Berlusconi teria dito que tem consciência das implicações da votação de hoje e expressou preocupação com a necessidade de dar respostas aos parceiros europeus.

 

Logo após a votação, o ministro da Defesa, Ignazio La Russa, afirmou que, independente do resultado, os números teriam que ser levados para o chefe de Estado do país.

 

Com Ansa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.