Berlusconi venceria se houvesse novas eleições

A coalizão de centro-direita do ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi ganharia as próximas eleições gerais na Itália se elas ocorressem agora, segundo uma pesquisa da SWG, divulgada nesta sexta-feira. O grupo do ex-premiê obteria 30,2% dos votos, ante 29,7% para a coalizão de centro-esquerda de Pier Luigi Bersani.

Agência Estado

22 de março de 2013 | 11h38

Nas eleições do mês passado, que terminaram sem uma maioria definida no Parlamento e sem a formação de um governo, a centro-esquerda ficou na frente por uma diferença de 0,4 ponto porcentual, o que a concedeu automaticamente 340 das 615 cadeiras da Câmara. Assim, se os italianos voltassem às urnas, o resultado seria invertido, segundo a SWG.

A pesquisa aponta que o Movimento Cinco Estrelas, do ex-comediante Beppe Grillo, alcançaria 26,9% dos votos, mais que os 25,5% obtidos no último pleito. O grupo, que exige um referendo sobre a permanência da Itália na zona do euro, seria, no entanto, o maior partido do país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconipolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.