Berlusconi viaja aos EUA por razões de saúde, segundo Bossi

O líder da oposição conservadora italiana, Silvio Berlusconi, viajou aos Estados Unidos por motivos médicos, disse neste domingo o presidente do partido federalista Liga Norte, Umberto Bossi. Durante um ato de seu partido em Milão, Bossi indicou, segundo meios de comunicação locais, que "Berlusconi decidiu ser operado na América"."Peço a vocês algo diferente do habitual: mandem a ele uma salva de palmas, dêem um grande grito para que ele possa ouvir de longe", disse Bossi. Há dias, a imprensa especulava a possibilidade de uma viagem do líder da coalizão de centro-direita aos EUA, depois de o ex-premier desmaiar em público em 26 de novembro, quando pronunciava um discurso.O político ficou internado por dois dias em um hospital de Milão. Um eletrocardiograma feito após o incidente detectou uma leve arritmia cardíaca. O jornal Corriere della Sera apontava neste domingo a possibilidade de o ex-primeiro-ministro ter viajado aos EUA ou à Suíça para se submeter a um tratamento médico.Berlusconi, segundo o jornal, "não tem vontade nenhuma de colocarum marca-passo, mas ainda deve decidir".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.