Bersani vence na Câmara da Itália

Com 100% dos votos apurados, a coalizão de centro-esquerda liderada por Pier Luigi Bersani venceu as eleições italianas para a Câmara com 29,53%, ante 29,13% de Silvio Berlusconi, que lidera uma coalizão de centro-direita. O Movimento Cinco Estrelas, do comediante Beppe Grillo, teve 25,55% dos votos. Já a coligação centrista do atual primeiro-ministro Mario Monti conquistou 10,54%.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 03h34

Com isso, Bersani reivindicou a vitória na Câmara e, pelo sistema italiano, conquistou automaticamente a maioria dos assentos, que é garantida para a coalizão que vencer as eleições nacionais. Dos 630 assentos na Câmara, 617 já foram atribuídos, de acordo com a agência de notícias italiana Ansa. A coligação de Bersani ficou com 340 vagas ante 124 de Berlusconi, 108 de Grillo e 45 de Monti.

De acordo com a Ansa, no Senado, Bersani obteve 31,60% dos votos, ante 30,66% de Berlusconi, 23,79% de Grillo e 9,13% de Monti. Apesar disso, a coalizão de Berlusconi ficou com a maioria das cadeiras no Senado, pois as vagas são distribuídas com base na votação das regiões italianas, e não em bases nacionais.

Dos 315 assentos no Senado, 301 já foram designados. A coalizão de Berlusconi obteve 116 cadeiras ante 113 de Bersani, 54 de Grillo e 18 de Monti. Ainda falta a definição para um senador em Trentino Alto Adige e sete em Valle d''Aosta, além de seis senadores eleitos no exterior, afirmou a Ansa.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.