Besigye cancela comício após violência policial em Uganda

O maior líder da oposição de Uganda, Kizza Besigye, cancelou, nesta segunda-feira, seu último comício eleitoral após tumulto entre policiais e eleitores. Segundo testemunhas, a confusão começou quando centenas de jovens eleitores se reuniram em um campo de Rugby na capital, Campala, e começaram a cantar slogans oposicionistas e a zombar dos policiais, que, nervosos, atiraram gás lacrimogêneo neles.Anteriormente, em um comício de Besigye muito menor, um homem foi morto ao ser atingido por um caminhão. Após o atropelamento, uma pessoa não identificada atirou no veículo, que pegou fogo.Em pesquisa eleitoral realizada entre os dias 6 e 11 de fevereiro, em todo o território nacional, o atual presidente Yoweri Museveni lidera com 47% dos votos contra 36% do candidato da oposição, Kizza Besigye.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.