Biden celebra 'dia histórico' para o povo do Egito

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, celebrou hoje o que qualificou como um "dia histórico" para o povo do Egito e manifestou a esperança em que a renúncia de Hosni Mubarak à presidência do país árabe resulte em uma trilha negociada rumo à democracia.

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2011 | 16h23

Na primeira declaração pública de um integrante do alto escalão do governo dos EUA sobre a renúncia do ex-aliado, o vice-presidente norte-americano observou que os próximos dias serão "delicados e decisivos" e qualificou a saída de Mubarak como um "momento importante" para o Oriente Médio.

Biden disse que as "mudanças dramáticas" ocorridas no Egito precisam atender às aspirações da massa que protestou durante 18 dias até a queda do governo. "A transição tem de ser uma mudança irreversível e uma trilha negociada rumo à democracia", acrescentou o vice-presidente norte-americano.

Os comentários de Biden foram feitos durante um compromisso na Universidade de Louisville, no Estado de Kentucky, menos de uma hora antes de um discurso que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pretende proferir sobre a situação no Egito. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoEUAJoe BidenHosni Mubarak

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.