Ed Ferreira/Estadão
Ed Ferreira/Estadão

Biden diz que comércio com o Brasil deveria ser ampliado em cinco vezes

Vice-presidente dos EUA afirmou ser preciso derrubar barreiras e dar mais garantias a investidores

Vera Rosa, O Estado de S. Paulo,

31 Maio 2013 | 15h24

BRASÍLIA - O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta sexta-feira, 31, que espera ver o comércio com o Brasil, hoje na casa dos US$ 100 bilhões por ano, multiplicado em cinco vezes. Em declaração à imprensa no Palácio Itamaraty, ao lado do vice-presidente Michel Temer, Biden afirmou que é preciso derrubar as barreiras de comércio entre os dois países e dar mais garantias aos investidores.

"Não há razão para que a maior economia do mundo e a sétima economia mundial não possam multiplicar por cinco vezes o comércio bilateral", destacou Biden. O vice-presidente americano se reuniu com Temer após se encontrar com a presidente Dilma Rousseff. Na conversa foram abordados temas como energia, pré-sal, inovação tecnológica, educação e combate à miséria.

"Vocês subestimaram o profundo impacto que o êxito de vocês teve no mundo nos últimos 15 anos", comentou Biden. Para ele, o Brasil já mostrou ser possível conciliar democracia e crescimento econômico.

Biden definiu Dilma como "uma líder que olha com foco de raio laser para as questões mais importantes para o povo brasileiro" e teceu elogios à presidente, que fará visita de Estado a Washington no dia 23 de outubro. "Agora compreendo porque o presidente Obama acha que a presidente Dilma é uma parceira tão boa",disse o vice-presidente dos EUA.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.