Angela Weiss/AFP
Angela Weiss/AFP

Biden promete aumentar recursos federais a centros comunitários de imunização e clínicas móveis

Plano do presidente eleito prevê mobilização de 100 mil trabalhadores de saúde para aplicar vacinas

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2021 | 19h31

WASHINGTON - O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta sexta-feira, 15, que prevê aumentar os recursos federais aos centros comunitários de vacinação e clínicas de saúde móveis para acelerar a campanha de vacinação contra a covid-19.

"Vamos aproveitar todos os recursos do governo federal para estabelecer milhares de centros de vacinação comunitários", disse Biden durante uma entrevista coletiva na cidade onde vive, Wilmington, Delaware. "Colocar 100 milhões de vacinas nos braços de americanos em meus primeiros 100 dias é apenas o começo do meu plano." 

O presidente pretende mobilizar 100 mil trabalhadores da saúde para a campanha de imunização. O projeto depende de financiamento do Congresso.

O anúncio vem um dia após o presidente revelar um plano de resgate de US$ 1,9 trilhão para retomar a economia. O pacote prevê o direcionamento de US$ 400 bilhões para medidas de controle do vírus, que incluem vacinação em massa e análises científicas sofisticadas de novas cepas.

Questionado por um jornalista, Biden disse, ainda, se sentir seguro para sua posse, que acontecerá no dia 20 de janeiro. /AFP e AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.