Bielo-Rússia promete libertar todos os presos políticos

O presidente da Bielo-Rússia, Alexander Lukashenko, prometeu libertar todos os prisioneiros políticos do país dentro de um mês e meio, anunciou nesta quinta-feira o Ministério das Relações Exteriores da Bulgária.

Agência Estado

01 Setembro 2011 | 17h01

Lukashenko "prometeu libertar todos os prisioneiros políticos até meados de outubro" durante uma reunião com o chanceler búlgaro, Nikolay Mladenov, ocorrida na semana passada em Minsk.

Sófia notificou os demais países da União Europeia (UE) e a chefe da diplomacia do bloco, Catherine Ashton, sobre a promessa de Lukashenko, disse Besela Cherneva, porta-voz da chancelaria búlgara.

O governo bielo-russo tem sido alvo de duras críticas no decorrer dos últimos anos por conta de atos de repressão a opositores de Lukashenko. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Bielo-Rússia prisioneiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.