Bilhões foram desperdiçados no Iraque, dizem auditores

O relatório de uma auditoria do governo norte-americano, sobre os US$ 51 bilhões em recursos gastos na reconstrução do Iraque após a invasão do país, concluiu que grandes quantias foram provavelmente desperdiçadas, mas que esse montante pode nunca ser determinado.

AE, Agência Estado

13 de julho de 2012 | 17h25

O documento foi divulgado nesta sexta-feira pela Inspetoria Geral Especial para a Reconstrução do Iraque diz que o problema foi a falta de verificação adequada das faturas apresentadas pelos empreiteiros e o fato de poucos contratos terem sidos supervisionados em território iraquiano durante a guerra.

O relatório diz que as deficiências nos controles norte-americanos dos fundos para reconstrução colocaram "bilhões" em risco. Mas, por razões não descritas no documento, a conclusão é a de que o valor preciso "pode nunca ser conhecido".

Mais conteúdo sobre:
IRAQUEEUARECURSOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.