Bilionário búlgaro é assassinado

Homens desconhecidos assassinaram Iliya Pavlov, um conhecido bilionário búlgaro, em frente ao escritório dele em Sófia, informou o secretário do Ministério do Interior Boiko Borisov. Pavlov, de 43 anos, foi morto com um tiro quando deixava o trabalho. Ele era presidente do maior grupo industrial da Bulgária, a MG Corporation. Ex-atleta, Pavlov se transformou em um próspero homem de negócios nos primeiros anos depois da queda do comunismo. Com bens avaliados em US$ 1,5 bilhão, Pavlov ocupava a oitava colocação na lista dos homens mais ricos do Leste Europeu e Europa Central, segundo a revista polonesa Vprost. O bilionário foi morto um dia depois de ter servido como testemunha no caso de assassinato do ex-primeiro-ministro Andrei Lukanov.

Agencia Estado,

07 de março de 2003 | 18h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.