REUTERS/Amr Abdallah Dalsh
REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

Bilionário egípcio quer comprar ilhas para abrigar refugiados

Naguib Sawiris disse que uma delas se chamaria Aylan, em homenagem ao menino sírio que morreu em naufrágio

O Estado de S. Paulo

14 Setembro 2015 | 19h47

CAIRO - O bilionário egípcio Naguib Sawaris anunciou nesta segunda-feira que está negociando a compra de duas ilhas na Grécia para instalar milhares de refugiados que fogem da Síria e de outras zonas de conflito.

No início do mês, o multimilionário havia proposto à Grécia e à Itália comprar uma ilha para acolher migrantes. "Eu lhes darei trabalho na construção de seu 'novo país'", anunciou em sua conta do Twitter.

Desde o início do ano, mais de 430 mil pessoas, na maioria sírios, atravessaram o Mar Mediterrâneo com a esperança de chegar à Europa, fugindo da pobreza e de violentos conflitos. Quase 2.800 morreram na tentativa, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

"Identifiquei duas ilhas na Grécia (...) Atualmente estou em contato com seus proprietários. Estamos dispostos a negociar com a condição de que a Grécia dê sua autorização para acolher o maior número possível de refugiados", declarou Sawiris em um comunicado no Twitter.

"Esperamos o sinal verde da Grécia para começar as negociações administrativas sobre a chegada de refugiados", completou Sawiris.

Ele também disse que se reunirá com representantes do Alto-Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) para discutir possíveis formas de cooperação. Além disso, destacou que uma das ilhas se chamaria Aylan, em referência ao menino sírio de 3 anos que morreu em um naufrágio e cujo corpo foi arrastado até uma praia da Turquia, uma tragédia que comoveu o mundo todo./ AFP

Mais conteúdo sobre:
refugiados ilhas Grécia bilionário egípcio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.