Justin Lane/Efe
Justin Lane/Efe

Bilionário registra-se como candidato à presidência na Rússia

Mikhail Prokhorov nega que candidatura seja manobra do Kremlin para dissipar críticas

Associated Press

25 de janeiro de 2012 | 16h31

MOSCOU - O bilionário russo Mikhail Prokhorov se registrou oficialmente nesta quarta-feira, 25, como candidato nas eleições presidenciais de março. O magnata torna-se o único dos rivais do premiê Vladimir Putin, favorito a vencer o pleito, a disputar a presidência pela primeira vez.

 

Prokhorov, 46 anos, é dono de um time na liga americana de basquete e tem uma fortuna estimada em US$ 18 bilhões. Sua campanha tem sido vista como uma estratégia do Kremlin para legitimar a eleição, uma vez que o processo eleitoral na Rússia tem sido conturbado nos últimos anos e supostamente fraudado.

 

O bilionário, porém, insiste que está agindo à parte do Kremlin, embora tenha evitado criticar Putin e até já tenha considerado fazer parte do possível futuro governo do atual premie. "Há uma coisa como nenhuma outra para acabar com essas opiniões e rumores - devemos olhar para quem está propondo o quê e quem fez o quê com as próprias mãos. Essa é a melhor prova de quem você é", disse o magnata.

 

Mas Prokhorov não é uma ameaça a Putin nas urnas, já que, segundo pesquisas, ele tem uma baixíssima intenção de voto. Além dele, desafiam o premiê três experientes líderes partidários, sendo Gennady Zyuganov, do Partido Comunista, o principal rival. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.