Bill Clinton defenderá atuação de Obama na economia

O ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, que discursará após às 22h (meia noite, hora de Brasília) desta quarta-feira no segundo dia da convenção do Partido Democrata, deverá fazer uma vigorosa defesa do presidente Barack Obama, de acordo com trechos do discurso do ex-mandatário divulgados para o Wall Street Journal. Clinton governou os EUA entre 1993 e 2001, levando o país a um forte crescimento econômico.

AE, Agência Estado

05 de setembro de 2012 | 21h25

"Em Tampa, o argumento dos republicanos contra a reeleição do presidente foi bem simples: nós deixamos para ele uma confusão total, ele não acabou o trabalho, então vamos demiti-lo e nos coloquem novamente na Casa Branca", deverá dizer Clinton. "Eu tenho um argumento bem melhor para a reeleição do presidente Obama. Ele herdou uma economia profundamente atingida, construiu o fundamento sobre o desastre, começou a longa estrada para a recuperação, lançou as bases para uma economia mais moderna e equilibrada, que produzirá milhões de novos empregos, novas empresas vibrantes, e muita riqueza para os inovadores".

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.