AP Photo/Frank Franklin II
AP Photo/Frank Franklin II

Bill Clinton fará primeira participação em campanha presidencial de Hillary

Ex-presidente dos EUA estará em dois eventos no Estado de Iowa, um dos mais importantes para as primárias democratas

O Estado de S. Paulo

20 Outubro 2015 | 09h38

WASHINGTON - O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton (1993-2001) participará nesta semana, pela primeira vez, da campanha de sua esposa, Hillary Clinton, à Casa Branca, em um dos eventos mais importantes de Iowa, visando angariar votos para as primárias democratas no Estado.

O ex-presidente comparecerá ao Jantar Jefferson-Jackson do Partido Democrata, assim como a uma reunião da campanha da ex-secretária de Estado dos EUA no centro da maior cidade do estado, Des Moines, antes do evento principal, que também contará com a presença da estrela pop Kate Perry.

O ato, que é gratuito e aberto ao público, começará à tarde e representa a primeira aparição de Bill Clinton na campanha eleitoral, um importante ativo para sua esposa, já que o ex-presidente ainda conta com uma grande popularidade no país.

Os cinco pré-candidatos do Partido Democrata participarão do jantar Jefferson-Jackson, que historicamente marca o início da etapa final da campanha pelas primárias de Iowa, o primeiro dos Estados que votam nas eleições prévias e quase sempre determinante no resultado final da disputa interna dos partidos.

Os postulantes à Casa Branca costumam usar o evento para impressionar seus simpatizantes, sendo acompanhados por estrelas da música, além de mostrar a força da organização de suas bases políticas frente às dos outros candidatos e para a imprensa.

Hillary, favorita em todas as pesquisas para vencer a indicação democrata para o pleito de 2016, enfrenta nas primárias do partido Bernie Sanders, senador por Vermont, Martin O'Malley, ex-governador de Maryland, Jim Webb, ex-senador por Virginia, e Lincoln Chafee, ex-governador de Rhode Island. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Hillary Clinton EUA Bill Clinton

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.