Bill Gates doa US$ 168 milhões para combate à malária

O presidente da Microsoft, Bill Gates, anunciou neste domingo, em Moçambique, um donativo de cerca de US$ 168 milhões para o combate à malária, uma doença responsável pela morte de cerca de um milhão de pessoas por ano em todo mundo. O anúncio foi feito durante uma visita que Gates, um dos homens mais ricos do mundo, realizou à vila da Manhiça, um pequeno povoado a cerca de 70 quilômetros a norte da capital moçambicana. O valor doado pela fundação Bill e Melinda Gates, que constitui uma das maiores ofertas da história da organização, visa a apoiar três programas de combate à malária no mundo, entre os quais se destaca a criação de uma vacina. Moçambique possui um centro de pesquisa que busca a criação de uma vacina contra a malária, uma iniciativa que em dezembro próximo vai entrar numa fase de experimentação em que estarão abrangidas cerca de 2.000 crianças que vivem nas zonas rurais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.