Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

Billie Eilish, John Legend e Jennifer Hudson irão se apresentar durante a convenção democrata

Pela primeira vez na história, evento será realizado virtualmente, mesclando vídeos pré-gravados e transmissão ao vivo

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2020 | 17h51

WASHINGTON - Billie Eilish, John Legend e Jennifer Hudson estão entre os artistas que irão se apresentar na Convenção Nacional Democrata, evento de quatro dias que começa nesta segunda-feira, 17, e irá oficializar a candidatura do ex-vice-presidente Joe Biden à Casa Branca. 

A convenção será realizado virtualmente e contará ainda com as presenças de Leon Bridges, The Chicks (antiga Dixie Chicks), Common, Billy Porter, Maggie Rogers, Prince Royce e Stephen Stills, informou o Partido Democrata em um comunicado.

"Iniciaremos uma Convenção Nacional Democrata que terá uma aparência muito diferente das anteriores", declarou a executiva do programa, Stephanie Cutter.

"Será uma verdadeira convenção dos EUA, e esses artistas incríveis nos ajudarão a contar a história de onde estamos, como país, hoje, sob a liderança fracassada de Donald Trump, e a promessa do que podemos e devemos ser com Joe Biden como presidente", acrescentou.

Cutter destacou que os artistas que falarão na convenção estão empenhados em promover o recenseamento eleitoral e mobilizar eleitores.

Um coral com 57 integrantes, representando cada um dos estados e territórios do país, irá se apresentar na noite desta segunda-feira.

A campanha de Biden anunciou em 5 de agosto que o candidato não viajaria para Milwaukee, onde aconteceria a convenção, e faria seu discurso de sua própria residência, em Delaware. 

Evento virtual

Ao contrário das convenções anteriores, que contavam com seis horas de intervenções diárias em meio a muito alarde, o evento deste ano terá um programa de duas horas todas as noites, entre 21h e 23h, horário local, que será transmitido pela televisão.

Entre as personalidades que farão discursos estão os ex-presidentes Barack Obama (2009-2017) e Bill Clinton (1993-2001); a ex-primeira-dama Michelle Obama; a ex-secretária de Estado e ex-candidata presidencial democrata, Hillary Clinton; os senadores Bernie Sanders e Elizabeth Warren; a deputada Alexandria Ocasio-Cortez e a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

Nessa programação, haverá conexões com eleitores de diferentes partes dos EUA, em uma tentativa de incluir o público.

Dezenas de palestrantes receberam kits de produção de vídeo pelo correio, com equipamentos básicos como microfones, iluminação e roteadores avançados, para que possam produzir e transmitir seus próprios vídeos. A  filmagem ao vivo será  transmitida em tempo real junto com performances pré-gravadas, minidocumentários e discursos. /EFE e WP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.