Bin Laden desdenha congelamento de contas da Al Qaeda

O milionário saudita Osama bin Laden alertou que tentar bloquear suas operações mediante o congelamento das contas da Al Qaeda "não é suficiente", porque a atividade financeira do grupo está subdividida em vários "sistemas alternativos independentes entre si", de acordo com artigos publicados nesta quinta-feira pela imprensa árabe. Bin Laden deu as declarações para a revista semanal Takbir, editada em idioma urdu. A entrevista foi reproduzida e distribuída pela agência de notícias kuwaitiana Kuna, em Islamabad, no Paquistão. Segundo o homem mais procurado pelos serviços de inteligência dos EUA, os negócios da Al Qaeda "são administrados por pessoas qualificadas, milhares e não centenas, que conhecem perfeitamente o sistema ocidental". Leia o especial

Agencia Estado,

11 Outubro 2001 | 18h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.