Bin Laden elogia terrorista para marcar o 6º aniversário do 11/9

Em nova mensagem, líder da Al-Qaeda exalta o suicida Shehri; EUA relembram atentados com homenagens às vítimas

NYT, AP e Reuters, Cairo, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2012 | 00h00

Um novo vídeo com uma mensagem do líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, foi divulgado ontem pela internet para marcar o sexto aniversário dos ataques 11 de setembro de 2001. Nele, Bin Laden elogia a atuação dos 19 suicidas responsáveis pelos ataques ao World Trade Center e ao Pentágono, em especial o saudita Walid al-Shehri, a quem chamou de "um homem raro e magnífico".O vídeo de 47 minutos foi divulgado pela Al-Shahab, responsável pela produção de mídia da rede Al-Qaeda. A voz de Bin Laden foi identificada como autêntica por fontes da inteligência americana. No vídeo, as imagens do suicida Shehri são mostradas sobrepostas a uma fotografia do World Trade Center em chamas. Na gravação, ele aparece de turbante e túnica branca, ditando seu testamento e chamando os inimigos de covardes. Shehri promete atacá-los "pela frente, por trás, pela direita, pela esquerda, por cima e por baixo"."Shehri é um desses homens magníficos a quem os versículos da revelação comoveram da mesma maneira que comoveram os primeiros muçulmanos", disse Bin Laden no vídeo. "Ele foi levado das preocupações desse mundo para a amplidão do além, purificou sua alma e iluminou sua visão e percepção", afirmou.O líder terrorista dirigiu-se ainda aos governantes muçulmanos, a quem acusa de serem "vassalos dos cristãos". "Como podemos ficar de braços cruzados enquanto mulheres privadas de liberdade estão em prisões cristãs e judias no Iraque, na Palestina e no Afeganistão?", disse. "Cabe a nós libertá-las."Nos EUA, o dia foi de luto por todo o país. Em Washington, o presidente George W. Bush fez um minuto de silêncio na Casa Branca. O Pentágono, também alvo dos ataques, homenageou os mortos. Em Shanksville, na Pensilvânia, onde caiu o vôo 93 da United Airlines - seqüestrado por quatro terroristas -, houve uma solenidade de homenagem aos 40 passageiros e tripulantes mortos.Em Nova York, o prefeito Michael Bloomberg presidiu os eventos, dos quais participaram vários sobreviventes e parentes de vítimas dos ataques. Muitos bombeiros ainda apresentam sintomas de doenças respiratórias contraídas durante os trabalhos de resgate. Outros estão com câncer, por causa da exposição à poeira tóxica resultante da queda das torres.Estudos apontam que a metade dos 8.418 sobreviventes contraiu algum tipo de doença respiratória causada pela fumaça. Ao todo, estima-se que 410 mil pessoas tenham tido contato com a nuvem tóxica.REVOLTAO ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani também participou da cerimônia. Sua presença, no entanto, causou a revolta dos parentes das vítimas e dos bombeiros, que acusaram o político republicano de usar a ocasião para ganhar votos na corrida pela vaga do partido às eleições presidenciais de 2008.Outra favorita na corrida presidencial, a democrata Hillary Clinton também aproveitou a data para ganhar votos e compareceu à cerimônia no Marco Zero.FRASESOsama Bin LadenLíder da Al-Qaeda"Shehri é um desses homens magníficos a quem os versículos da revelação comoveram da mesma maneira que comoveram os primeiros muçulmanos. Ele foi levado das preocupações desse mundo para a amplidão do além, purificou sua alma e iluminou sua visão e percepção" (sobre Walid al-Shehri, um dos 19 suicidas do 11 de Setembro)"Como podemos ficar de braços cruzados enquanto mulheres privadas de liberdade estão em prisões cristãs e judias no Iraque, na Palestina e no Afeganistão?""Cabe a nós libertá-las"LEMBRANDO O 11/92.993 pessoasmorreram no 11 de Setembro, incluindo os 19 seqüestradores2.603 morreramno ataque ao WTC265 estavam a bordo dos quatro aviões seqüestrados - incluindo os terroristas125 pessoasmorreram no ataque ao edifício do Pentágono44 morreramno vôo 93, que caiu na Pensilvânia antes de atingir seu alvo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.