Bin Laden era prisioneiro dos EUA, diz Ahmadinejad

O fundador da rede extremista Al-Qaeda Osama bin Laden foi prisioneiro norte-americano "por algum tempo" antes de ser morto por soldados de elite dos Estados Unidos, afirmou neste domingo o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad.

AE, Agência Estado

15 de maio de 2011 | 20h54

"Disponho de informações precisas segundo as quais Bin Laden foi mantido por algum tempo pelo exército norte-americano. Até o dia em que foi morto ele era um prisioneiro", declarou Ahmadinejad em entrevista ao vivo na televisão estatal iraniana.

"Por favor, preste atenção. Isto é importante. Ele passou algum tempo como prisioneiro deles. Eles o deixaram doente e então o mataram", prosseguiu Ahmadinejad.

"O que foi feito (pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama) teve como objetivo ganhos políticos internos", disse o chefe de governo da república islâmica. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãAhmadinejadBin Laden

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.