Bin Laden está vivo e com saúde, diz seu meio-irmão

Osama bin Laden está vivo e não é verdade que sofra de um enfermidade renal, disse seu meio-irmão, o xeque Ahmad, em um entrevista divulgada pela cadeia americana CNN e realizada na semana passada. O material foi publicado hoje no site da rede de televisão em Atlanta.O xeque Ahmad - que não quis ser identificado por seu sobrenome - disse que sua mãe (a mesma de Osama) recebeu uma chamada telefônica há três semanas na qual lhe informaram que Bin Laden estava vivo. O meio-irmão do homem mais procurado pelos EUA acrescentou que sua família acha que a chamada é "confiável" e que "Osama está vivo", segundo indicou a jornalista Rula Amin. Ahmad, no entanto, não disse quem havia feito a chamada telefônica. O xeque também disse ter visitado Bin Laden algumas vezes enquanto estava no Sudão e que na última vez que o viu, em janeiro de 2001, no Afeganistão, foi com sua mãe ao casamento de um dos filhos de seu meio-irmão. Ahmad acrescentou que não acredita que Osama esteja envolvido nos atentados de 11 de setembro: "É meu irmão. Eu o conheço. Vivemos juntos durante anos. Sei o quanto ele teme a Deus", afirmou. Em seguida, Ahmad descreveu Osama como uma pessoa "de coração terno" que "odeia a injustiça".Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.