Bin Laden não foi jogado no mar, diz jornal

Uma reportagem do jornal espanhol Público afirmou ontem que, segundo documentos da agência de risco Stratfor revelados pelo WikiLeaks, o corpo de Osama bin Laden, líder da Al-Qaeda morto em maio no Paquistão, não foi atirado no mar, como afirmou o governo americano. Segundo o diário, após ser morto em Abbottabad, o saudita foi levado para os EUA em um avião da CIA, uma das agências de espionagem de Washington.

O Estado de S.Paulo

08 de março de 2012 | 03h00

Segundo a Casa Branca, o corpo de Bin Laden teria sido atirado no mar para evitar que ele se tornasse um mártir. O governo americano garante, no entanto, que os preceitos islâmicos foram respeitados e um pequeno funeral foi feito antes do despejo do corpo do terrorista no oceano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.