Bin Laden teria trocado de esconderijo logo após ataques

Osama bin Laden mudou para um novo esconderijo minutos depois do ataque terrorista de terça-feira contra dos Estados Unidos. Ele recusou-se a dizer aonde iria ou onde estava quando ocorreram os ataques, disseram hoje fontes do serviço secreto do Paquistão, um dos três países do mundo que reconhecem o governo do Taleban no Afeganistão e possui, segundo acredita-se, bons agentes infiltrados entre os militantes islâmicos que operam no país vizinho. Um funcionário norte-americano, sob condição de anonimato, confirmou o relato paquistanês.O paradeiro de Bin Laden, o principal suspeito dos ataques terroristas de terça-feira contra o World Trade Center, em Nova York, e contra o Pentágono, em Washington, é desconhecido desde agosto de 1998, quando os Estados Unidos dispararam mísseis de cruzeiro contra o leste do Afeganistão após ataques terroristas contra duas embaixadas norte-americanas na África.Em declaração feita à Rádio Taleban, o mulá Mohammed Omar, líder da milícia taleban, acusa os Estados Unidos de estarem atrás de Bin Laden, um multimilionário saudita exilado, "sem nenhuma prova, mas apenas por que ele é bastante conhecido"."Osama tem planos para treinar pilotos? Onde eles treinam? Quem os treina? Eles são ex-pilotos? De que país? Isto é trabalho para um país. No Afeganistão, este tipo de treinamento não é viável", garante Omar.Bin Laden foi visto em público pela última vez em fevereiro deste ano, quando seu filho casou-se na cidade de Kandahar, no sul do Afeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.