Biópsia descarta câncer de pele em John McCain

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, John McCain, foi submetido a uma biópsia cutânea anteontem e o resultado do exame descartou a presença de agentes cancerígenos. "Não é necessário nenhum tratamento", comentou Michael Yardley, porta-voz da Clínica Mayo em Scottsdale, no Estado americano do Arizona, em comunicado divulgado ontem à noite pela equipe de campanha de McCain.Os médicos rasparam na segunda-feira uma pequena quantidade de pele de McCain como medida preventiva durante consulta de rotina com um dermatologista nas proximidades de Phoenix.O candidato republicano realiza análises cutâneas periódicas por causa de um histórico de melanomas. McCain sofreu graves queimaduras de sol durante os cinco anos e meio em que foi prisioneiro de guerra no Vietnã.

AE-AP, Agencia Estado

30 de julho de 2008 | 09h27

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçoesMcCain

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.