Bispo que negou Holocausto pede desculpas a Bento XVI

Um bispo recentemente reabilitado pelo papa Bento XVI pediu hoje desculpas ao pontífice, pelos "problemas e angústias" que ele causou ao negar o Holocausto. O bispo Richard Williamson, que recentemente negou que seis milhões de judeus tenham sido mortos pelos nazistas no Holocausto, disse que seus comentários foram "imprudentes" e lamentou isso em carta postada nesta sexta-feira em seu blog.O bispo também agradeceu a Bento XVI pela retirada da excomunhão que vigorou sobre ele durante 20 anos, por ter sido consagrado sem autorização do Vaticano pelo arcebispo cismático Lefebvre, um ultraconservador. A negação do Holocausto, feita por Williamson em uma entrevista recente à televisão da Suécia, levou a uma onda de protestos da comunidade judaica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.