Blair anuncia o uso de pulseiras eletrônicas em criminosos

O primeiro-ministro britânico Tony Blair lançou um plano de segurança pública de cinco anos, prometendo criar uma sociedade construída com base em ?regras, ordem e comportamento apropriado?. O plano tem como foco o combate ao comportamento anti-social, como o causado pela embriaguez. Entre as medidas, há a que dá aos policiais poder para multar cidadãos no ato da ofensa e marcar eletronicamente cerca de 5.000 criminosos contumazes, para que seus movimentos possam ser rastreados.Espera-se que o combate ao crime seja um tema quente nas eleições nacionais previstas para este ano. O governo Blair espera cortar o crime em 15% até 2008 com as medidas do pacote.Dirigindo-se a um centro comunitário no norte de Londres, Blair disse que os britânicos querem ?uma sociedade de respeito?. ?Querem uma sociedade de responsabilidade. Uma comunidade onde a maioria decente e cumpridora da lei esteja no controle, que aqueles que jogam pelas regras se dêem bem e os que não, sejam punidos?.O governo britânico adotou ou sugeriu uma série de medidas de grande impacto na opinião pública, em meses recentes, quanto à questão do combate ao crime. Em janeiro, o Ministério do Interior deixou descriminalizou a maconha, equiparando-a aos esteróides na escala de repressão. Semana passada, o governo sugeriu emitir licenças para bordéis e criar ?zonas de tolerância? para a prostituição de rua. O Partido Conservador, na oposição, disse que iniciativas assim enviam mensagens contraditórias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.