Blair chega a Israel para reunir-se com Olmert

O primeiro-ministro britânico Tony Blair chegou neste sábado a Israel para dialogar com líderes locais sobre o frágil cessar fogo entre as forças israelenses e os militantes do Hezbollah, a retomada das negociações de paz com os palestinos e o programa nuclear iraniano, segundo autoridades locais.Depois de aterrissar, Blair foi diretamente a Jerusalém para reunir-se com o primeiro-ministro israelense Ehud Olmert. Este é o primeiro encontro entre os dois depois que a ONU estabeleceu o cessar fogo que pôs fim aos combates entre Israel e Hezbollah.Blair acredita que a região progrediu de maneira equivocada recentemente e espera ajudar as partes a avançar "no caminho correto", segundo informou um porta-voz do primeiro-ministro britânico."Se uma das partes permitir que a situação piore, inevitavelmente teremos outro conflito", afirmou o porta-voz, que falou na condição de anonimato. Israel iniciou uma forte guerra contra o Hezbollah depois que integrantes do grupo capturaram dois soldados israelenses.Na guerra, que durou 34 dias, morreram 120 soldados e 39 civis israelenses. Do lado libanês, 854 pessoas morreram, em sua maioria civis.Miri Eisin, porta-voz de Olmert, informou que os dois líderes focaram a conversa para assuntos relacionados ao Líbano, Irã e Palestina.Blair também vai se reunir com os familiares dos soldados seqüestrados pelo Hezbollah e um terceiro militar capturado por milicianos relacionados com o grupo islâmico Hamas, que governa o território palestino.O primeiro-ministro britânico vai encontrar-se com o presidente palestino Mahmud Abbas na Cisjordânia. Entretanto, Blair não vai reunir-se com o primeiro-ministro palestino Ismail Haniyeh, do Hamas, nem com outros membros do governo palestino, que não é reconhecido pela Grã-Bretanha e outros países ocidentais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.