Blair convoca Parlamento para discutir ação contra o Iraque

O primeiro-ministro Tony Blair anunciou hoje que pretende convocar o Parlamento para discutir um possível ataque militar contra o Iraque, logo após a publicação de um esperado dossiê com evidências sobre programas de armas de Saddam Hussein.O debate de um dia será realizado na última semana de setembro mas o escritório de Blair adiantou que o Parlamento não terá oportunidade de votar uma moção.Vários legisladores vinham pressionando Blair a convocar oParlamento, em recesso de verão, para debater o possível envolvimento britânico numa ofensiva liderada pelos EUA contra o Iraque.Num discurso terça-feira, Blair prometeu que o Parlamentoteria a oportunidade de debater antes de qualquer possível açãomilitar.O escritório do presidente do Parlamento, Michael Martin,informou que ele concordou "em princípio" com a convocação.O Parlamento só deveria retomar seus trabalhos em 15 deoutubro."Entendo porque membros estão pedindo uma convocação maiscedo, e a publicação mais cedo do dossiê", disse Blair a Martinem uma carta."Destacaria que um rigoroso processo está em curso paragarantir que o documento seja tão detalhado e abrangente quantopossível, sem comprometer material sensível de inteligência."Também repetirei que não estamos no estágio de tomar decisãosobre compromissos militares em relação ao Iraque", afirmouBlair.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.