Blair declara guerra aos comportamentos anti-sociais

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, anunciou hoje uma campanha de seu governo contra o comportamento anti-social, prometendo duras multas para pessoas que tornem a vida de seus vizinhos um inferno, e aos que incomodam os demais com ruídos insuportáveis. Blair fez da restauração do respeito à sociedade britânica uma "prioridade-chave" de seu terceiro e último mandato. Alguns dos alvos da campanha de Blair incluem abuso do álcool e de drogas, pequenos crimes e os estudantes que cabulam as aulas.Segundo algumas das propostas do Plano de Ação para o Respeito, a polícia poderá receber mais poderes para despejar vizinhos barulhentos de suas casas e pais problemáticos poderão receber aulas sobre como criar seus filhos sob a nova política do governo para combater o comportamento anti-social. Os assistentes sociais e os psicólogos também vão receber treinamento sobre a melhor forma de ajudar os pais que têm filhos incontroláveis.Blair assegurou que o respeito é a resposta aos problemas anti-sociais, apesar de ter destacado que a maioria das pessoas, incluindo os jovens, se respeitam umas às outras.Os conservadores qualificaram as medidas de "populistas". O líder do Partido Conservador, David Cameron, disse acreditar que um verdadeiro plano para conseguir o respeito as pessoas deve conter soluções a longo prazo sobre as causas dos comportamentos sociais, não apenas paliativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.