Blair deve mudar Código Penal para coibir violência

O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Tony Blair, anunciou neste domingo planos de reformar o Código Penal, com ênfase nas armas de fogo, para fazer frente aos crimes de gangues urbanas após a recente morte de quatro jovens em Londres.Blair, que ordenou uma revisão da legislação em vigor, quer diminuir de 21 para 17 anos a idade mínima a partir da qual uma pessoa pode ser condenada a cinco anos de prisão por carregar uma arma. Ao mesmo tempo, ele planeja dar à polícia poderes para vigiar os suspeitos de possuir armas de fogo.O premier reconheceu que há problemas, mas disse que os delitos com armas e o crime violento em geral vêm declinando em Londres nos últimos anos. "Nós temos que analisar o que está acontecendo. Será que se trata de um estado geral da sociedade britânica, dos jovens britânicos? Eu penso que não", afirmou Blair. "Trata-se de um problema específico dentro de uma cultura criminal específica, que tem a ver com armas e gangues".A recente morte a tiros de três adolescentes e um homem de 28 anos - este último assassinado no sábado - em supostos ajustes de contas nas ruas de Londres fez soar o alarme na Grã-Bretanha, onde o líder conservador David Cameron chamou a atenção para uma crescente fratura da sociedade e das famílias britânicas. Outros três jovens de 18 a 27 anos foram feridos no sábado em vários tiroteios em Manchester, norte da Inglaterra, o que evidenciou a ampla disponibilidade de armas de fogo ilegais. Diante da perspectiva de que Blair anunciará em breve uma nova legislação, o líder dos liberal-democratas, a terceira maior força política do país, Menzies Campbell, destacou que não é com mais leis que se vai combater a violência nas ruas, mas "com uma Polícia maior e melhor" e com mais ajuda social aos jovens que se sentem marginalizados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.