Blair diz que a "porta está aberta" para negociar autonomia da Irlanda do Norte

O primeiro-ministro britânico Tony Blair afirmou nesta quarta-feira que a "porta está aberta" para conseguirem alcançar um pacto de governabilidade para que a autonomia da Irlanda do Norte seja conquistada. A autonomia local está suspensa desde 2002."A campanha do IRA terminou. O grupo fez o que pedimos que eles fizessem", disse Blair. A afirmação foi feita depois que a Comissão Independente de Controle (IMC) afirmou que o grupo está comprometido com o processo democrático."O IRA fez o que pedimos", apontou Blair. Entretanto, o premier britânico afirmou que ainda "restam alguns assuntos a serem resolvidos", como o da aceitação da autoridade da polícia do Ulster por parte dos republicanos.Blair destacou a importância do diálogo na Escócia, marcado para a próxima semana, quando, sob o comando dos governos britânico e irlandês, os partidos da Irlanda do Norte vão tentar posicionar-se sobre um pacto de governabilidade.O primeiro-ministro incentivou a formação de um governo autônomo e afirmou que esta é uma "oportunidade única" para firmar um acordo que conduza à restauração da autonômica da Irlanda do Norte.Segundo o ultimato imposto por Londres a Dublin - as duas principais formações da Irlanda do Norte -, o Partido Unionista Democrático (DUP), e o republicano Sinn Fein têm até dia 24 de novembro para formar um governo democrático, com o poder dividido.O principal obstáculo para chegar a um acordo é a negativa de Ian Paisley, reverendo do DUP, para a formação de um governo em parceria com o Sinn Feins, braço político do IRA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.